Residency by Ana Santos & Cláudio Oliveira

PT// Através de uma exploração etnográfica em torno de corpos protéticos, esta residência reflecte um trabalho de doutoramento que está em desenvolvimento ao longo dos últimos dois anos. A ideia de fisicalidade inscrita no próprio objecto, revela os lugares comuns em que este actua, mostrando o conjunto de mundos relacionais e sociais espelhados na conceptualização de um só corpo. Esta relação é demonstrada através da ideia de objecto fluido, que revela na sua própria temporalidade as formas de saber fazer, moldar e agir sobre ele, com a intenção de o adaptar ao presente, bem como projectá-lo no futuro através da instrumentalização do corpo.
 
ENG// Through an ethnographic exploration around prosthetic bodies, this residency reflects a doctoral work that is in development over the last two years. The idea of physicality inscribed in object itself, reveals the common places in which this one acts, showing the set of relational and social worlds mirrored in the conceptualization of one body. This relation is demonstrated through the idea of fluid object, which reveals in its own temporality in the ways of knowing how to make, shape and act on it, with the intention of adapt it to the present, as well as project it in the future through the instrumentalization of the body.

BIO

PT// Ana Santos é uma artista portuguesa emergente que se insere como Investigadora no(a) ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa Escola de Ciências Sociais e Humanas. Atua na(s) área(s) de Ciências Sociais com ênfase em Antropologia, com uma abordagem disciplinar híbrida que dialoga com a sua prática artística. No seu currículo Ciência Vitae os termos mais frequentes na contextualização da sua produção científica e artístico-cultural são: performance; tecnologia; hacking; cultura; cyborg e politica.

ENG//

Ana Santos is an emerging Portuguese artist who is a researcher at ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa Escola de Ciências Sociais e Humanas. She works in the area(s) of Social Sciences with emphasis on Anthropology, with a hybrid disciplinary approach that dialogues with her artistic practice. In her curriculum vitae the most frequent terms in the contextualization of her scientific and artistic-cultural production are: performance; technology; hacking; culture; cyborg and politics.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s